Programa de Pós-Graduação

Integração Contemporânea da América Latina

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INTEGRAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA AMÉRICA LATINA

América Latina vive um momento particular da sua trajetória histórica no qual democracia, desenvolvimento econômico e diminuição da pobreza caminham juntos. A integração regional foi a via escolhida por vários países latino-americanos para cooperar e se proteger da globalização. Nos últimos anos ela se converteu em um dos pilares do desenvolvimento econômico e do bem estar da população. Ao contrário do que acontece em outras partes do mundo, a América Latina desconhece as guerras e grandes conflitos armados, assim como as contínuas violações dos direitos humanos que elas acarretam. Ao mesmo tempo existem imensos desafios a serem superados.

Em razão de persistentes desequilíbrios estruturais, persiste também o risco de a dinâmica centro-periferia, que caracterizou o desenvolvimento dependente da América Latina no século passado, se reproduzir, particularmente em face da consolidação da Ásia como o novo polo dinâmico da economia internacional. Sinais de desindustrialização e reprimarização econômica são visíveis nos países que lograram constituir, pela via da substituição de importações, um parque industrial relativamente avançado, articulado ao desenvolvimento científico e tecnológico.

São questões dessa natureza e de sua repercussão sobre os processos de integração regional que a proposta de pós-graduação de Integração Contemporânea da América Latina - ICAL tem por objetivo abrigar. Constitui, portanto, uma novidade no cenário brasileiro e latino-americano, e possui particular propriedade em vindo a se situar no contexto político e geográfico da região da Fronteira Trinacional, a partir de onde as discussões sobre integração regional podem produzir ondas potencializadoras desses processos.

Proposta de programa de pós-graduação que leva a integração contemporânea em seu nome, o ICAL pretende formar profissionais capacitados ao ensino, à pesquisa e à elaboração de políticas públicas nacionais e regionais, por meio da formação teórica, do pensamento crítico e do desenvolvimento de uma perspectiva autônoma própria de intelectual latino-americano engajado na busca de soluções para as questões sociais, culturais, políticas e econômicas da região.