Linhas de Pesquisa

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

Cultura e Sociedade na América Latina

Estudos interdisciplinares a partir do diálogo entre as áreas de Letras, Artes, História, Antropologia e disciplinas afins com objetivo de contribuir para a compreensão dos processos de produção e circulação dos saberes tendo em vista as mobilidades sociais e culturais na América Latina. O programa visa reunir em diferentes suportes registros materiais referentes à memória coletiva e à história; analisar processos de circulação nos campos social, político e cultural com vistas a um questionamento das categorias e fundamentos que, tradicionalmente, constituíram os campos do saber; compreender práticas sociais que envolvam redes de memória e seus eventuais processos de transformação, fragmentação e descontinuidade.

Linhas de Pesquisa

1. Trânsitos culturais

As perspectivas propostas pela linha de pesquisa privilegiam o estudo interdisciplinar de contatos, diálogos e processos intermidiáticos entre contextos artísticos, culturais e históricos através de perspectivas transculturais que ressaltam fenómenos e dinâmicas que transcendem múltiplas fronteiras nacionais, artísticas e midiáticas. Propõem-se pesquisas transversais e relacionais de diversas interações e manifestações artísticas e/ou narrativas (orais, literárias, poéticas, cinematográficas, audiovisuais e outras), bem como linguagens e suas confluências, culturas de imagem, produtos e processos culturais através da abordagem transcultural de dinâmicas de construção e circulação dos saberes, imaginários, identidades e memórias na América Latina e o Caribe. Os horizontes metodológicos propostos enfatizam fenômenos transnacionais e transculturais perceptíveis em processos e produtos artísticos (em diferentes dimensões de criação, circulação, percepção e leituras), em linguagens, narrativas e poéticas, nas mídias, nas práticas artísticas e culturais, bem como na construção de memórias em contextos e/ou períodos históricos e contemporâneos.

2. Práticas e saberes

Propõe-se pesquisas sobre a diversidade de práticas e saberes de populações, grupos e comunidades que integram a experiência histórica, artística e cultural da América Latina, em  diferentes espaços e temporalidades. Dentre os métodos e técnicas de pesquisa consideram-se as fontes escritas, iconográficas, orais  na investigação bibliográfica, etnográfica e de arquivo. Privilegia-se o estudo das seguintes problemáticas: modos de vida; configurações sociais; história das ideias e campos intelectuais e científicos; representações e concepções de mundo; e gestão dos patrimônios; arranjos e estratégias de coletivos e sujeitos.

3. FRONTEIRAS, DIÁSPORAS E MEDIAÇÕES

Propõe-se o estudo transversal e relacional das práticas e processos de mediações socioculturais, inseridas nas esferas geopolíticas da América Latina e do Caribe, através da abordagem dos processos de construção e circulação dos saberes, imaginários, identidades e memórias que tomem as fronteiras como espaços territoriais, geográficos e simbólicos. Observação e análise do campo das mediações entre os âmbitos da cultura, da estética, da esfera política e das práticas sociais. Novas sociabilidades, fluxos e interculturalidade. Pesquisas sobre as práticas descoloniais e o transbordamento dos limites dos estados-nação que reconfiguram narrativas e sujeitos em contextos de diáspora, populações indígenas e movimentos transnacionais.